Limite e juros do cartão de crédito: como fazer escolhas inteligentes?
Educação financeira
Limite e juros do cartão de crédito: como fazer escolhas inteligentes?

Limite e juros do cartão de crédito: como fazer escolhas inteligentes?

O cartão é uma ferramenta muito útil e interessante para fazer o pagamento de compras. Porém, precisamos ter cuidado com o limite e juros do cartão de crédito, utilizando com cautela e de forma estratégica para favorecer as finanças.

É preciso usar o cartão de uma forma inteligente para não comprometer o seu limite de forma desnecessária. Além disso, a responsabilidade é essencial para evitar o endividamento, logo, é interessante buscar alternativas para não precisar usar essa ferramenta o tempo todo.

Existem meios de pagamento para substituir o cartão em diversas situações, como o boleto parcelado. Também existem práticas importantes para usá-lo da melhor forma, e nós mostramos tudo para você neste post. Acompanhe!

Como funciona o limite do cartão de crédito?

Quando vamos fazer compras parceladas ou à vista é preciso atenção com o limite e os juros do cartão de crédito. Se ele for utilizado sem nenhum critério, acabamos comprometendo essa ferramenta de pagamento.

É sempre importante lembrar que o limite do cartão de crédito não é um dinheiro que você tem em sua conta. Esse valor que a operadora disponibiliza é apenas um crédito que está em aberto para você utilizar quando quiser.

Funciona basicamente como um voto de confiança. A operadora disponibiliza aquele montante para você usar, mas depois precisa pagar as faturas para devolver essa quantia para ela. É aqui que entra mais um detalhe: os juros.

Quando você usa o cartão é como se estivesse emprestando dinheiro, então, na hora de devolver, há uma incidência de juros. Você paga um pouco a mais do que aquilo que emprestou, e as taxas variam de operadora para operadora.

Além disso, você só pode fazer compras até alcançar o limite do cartão. Por exemplo: se tem liberado R$ 5 mil, esse é o montante total que você pode dever no cartão, não o que tem para gastar todo mês. Assim, se fizer uma compra de R$ 2 mil esse valor só vai retornar para o limite do seu cartão depois que você fizer o pagamento dele.

Isso significa que quanto mais compras você faz, menor será o seu limite porque você já tem uma parcela do crédito comprometida. Então, se não buscar alternativas estratégicas para equilibrar suas finanças, chegará um momento em que não poderá mais usar essa ferramenta porque não terá créditos para usar.

Como fazer compras de uma forma estratégica e inteligente?

Você não precisa abandonar o seu cartão de crédito. Como explicamos, ele é uma ferramenta importante que ajuda a gerenciar as finanças, mas é preciso buscar alternativas para não depender apenas dessa ferramenta.

Existem diversas práticas que você pode adotar no dia a dia para não comprometer o limite do cartão de crédito, nem pagar juros em excesso. Confira a seguir algumas estratégias simples de colocar em prática.

Evite colocar compras pequenas no cartão

Algumas pessoas têm o costume de pagar todas as compras usando o cartão de crédito, mesmo um cafezinho na padaria acaba entrando na fatura. Porém, tudo isso vai comprometendo o limite e fazendo pagar os juros do cartão de crédito.

O ideal é que você evite fazer isso, dando preferência para a função débito ou utilizando dinheiro vivo. Sempre usar o cartão pode fazer com que você perca o controle da fatura e acabe devendo demais todo mês.

Faça as compras no melhor dia do cartão

Existe uma data considerada como o melhor dia para fazer compras no cartão de crédito, que é depois que a fatura fecha. Esse dia é chamado assim porque quando você faz compras nesse momento o valor será cobrado apenas na fatura do mês seguinte.

Se você não tiver urgência, é interessante esperar a fatura fechar para depois fazer uma compra. De preferência, pague a fatura que está em aberto para que aumente o seu limite e você não acabe comprometendo muito o seu cartão.

Procure não fazer saques

Sabia que você também pode fazer saques usando a função crédito do seu cartão? Em vez de colocar a compra na fatura, você pega dinheiro vivo no caixa eletrônico para usar da maneira como quiser, mas, esse valor não está em sua conta particular, é uma espécie de empréstimo.

O problema é que os juros do cartão de crédito para quem faz saque usando essa função são altos demais, e esse valor será computado na fatura. Portanto, evite pegar esse dinheiro para que você não tenha que devolver um montante maior.

Use apenas se for necessário

Outra forma de não comprometer o limite do cartão de crédito é reservar essa ferramenta para quando ela realmente for necessária. Como dito, nem tudo precisa ser passado no cartão e, se você fizer isso, quando precisar dele não terá crédito.

Ainda que tenha um limite alto, ele será comprometido por cada uma das compras que fizer, e as próximas serão negadas se elas ultrapassarem o valor que estiver disponível. Para não passar apertos, é preferível usar apenas se precisar mesmo, até para não gastar mais do que gostaria, em função dos juros.

Utilize outras alternativas de parcelamento

O cartão de crédito não é a única forma de você pagar suas compras parceladas. Mais uma opção é parcelar no boleto bancário. Esse é um sistema de pagamento muito simples que você seleciona na hora de pagar uma compra, escolhendo a quantidade de parcelas que deseja fazer.

Você só paga no ato a primeira parcela, depois, os boletos são encaminhados todo mês para o seu e-mail, da mesma forma como aconteceria com a fatura do cartão de crédito. É só fazer o pagamento deles antes da data de vencimento, e pronto.

É um meio de pagamento muito prático e também disponível em lojas online. Ajuda bastante a não comprometer o limite do cartão de crédito, sem falar que você não se submete aos juros altos que as operadoras costumam cobrar.

Você não precisa ficar se preocupando com limite e juros do cartão de crédito, afinal ele é um bom recurso, não a única opção. Recorrendo a alternativas, como o boleto parcelado, você tem mais flexibilidade com seus pagamentos, em especial quando o cartão não está com limite suficiente, e também para não gastar além do que devia pagando juros.

Quer mais dicas para planejar suas finanças? Então confira neste outro artigo sobre metas financeiras e acesse o nosso site para saber mais sobre os nossos produtos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

logo

A KOIN é uma instituição de pagamento, obedece às premissas da Lei nº 12.865, de 9 de outubro de 2013, e aos regulamentos e circulares do Banco Central do Brasil. A KOIN não é uma instituição financeira mas atua como correspondente bancária da BMP Money Plus Sociedade de Crédito Direto S.A., CNPJ n.º 34.337.707/0001-00, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011, do Banco Central do Brasil.