Antifraude e e-commerce: qual é a importância dessa relação? - Home
Uncategorized
Antifraude e e-commerce: qual é a importância dessa relação?

Antifraude e e-commerce: qual é a importância dessa relação?

A estreita relação entre o sistema antifraude e e-commerce acontece em função da necessidade de combater os inúmeros artifícios usados pelos fraudadores para lesar consumidores e, como consequência de suas ações maliciosas, gerar chargebacks para as lojas virtuais.

Chargebacks são estornos de vendas feitas a partir do reconhecimento de uma fraude ou cobrança indevida durante uma transação comercial. Além de reduzirem a confiabilidade dos clientes, os chargebacks interferem na viabilidade financeira do negócio.

Como qualquer tipo de empresa e operação está sujeita às fraudes, é essencial incorporar um sistema antifraude à sua plataforma de e-commerce, independentemente do seu segmento de atuação. 

Lojas virtuais cujas transações baseiam-se nas vendas de produtos com maior aceitação e facilidade de revenda no mercado, como eletroeletrônicos e itens de vestuário, são ainda mais suscetíveis às fraudes.

Um sistema antifraude para e-commerce eficiente cruza os dados dos clientes com informações sobre o seu histórico de busca e de compra. Além disso, por meio de tecnologias como Inteligência Artificial e de geolocalização, ele determina o grau de risco na venda, quanto à autenticidade e à legitimidade — em qualquer suspeição de fraude, a transação é bloqueada.

Neste artigo explicamos o que é um sistema antifraude, como ele funciona e a importância dessa ferramenta para a operacionalidade do seu e-commerce. Confira!

O que é um sistema antifraude?

Conforme destacamos, o sistema antifraude é uma camada de segurança a mais para a sua loja virtual, pois ele conta com recursos de análise de dados e de comportamentos dos consumidores na Internet, cruzando informações sobre compras efetuadas, pesquisas realizadas e possíveis tentativas maliciosas ou fraudulentas.

Como funciona o sistema antifraude para e-commerce?

O sistema antifraude para e-commerce conta com inúmeros recursos, como validação de código de segurança (número fornecido pela emissora do cartão de crédito), localização e rastreio dos dispositivos usados na compra, consulta de informações dos usuários em bancos de dados confiáveis, análise e verificação de dados fornecidos pelo usuário na Internet e determinação do grau de risco na venda.

Com a geolocalização, por exemplo, o sistema identifica o local de origem da compra e cruza os dados coletados com informações de históricos de localização. Já com a identificação de padrões de comportamento, a ferramenta antifraude identifica situações em que a compra não condiz com o perfil do cliente, o que pode ser um indício de fraude. 

Em um processo menos automatizado, o sistema ainda solicita a confirmação de alguns dados pessoais dos clientes antes da autorização da compra, como códigos de segurança presentes no verso dos cartões de crédito. 

Diante de inconsistências, a ferramenta faz uma análise mais apurada, entra em contato com o responsável pelo meio de pagamento ou inviabiliza a transação. Todas essas informações são coletadas, tratadas e analisadas com base nas exigências da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Qual a importância desse sistema?

Veja a seguir, os motivos pelos quais você deve investir nessa ferramenta em seu e-commerce.

Tenha mais eficiência em suas operações de venda

O sistema antifraude funciona de forma automatizada, o que agiliza o fluxo de trabalho, aumenta a praticidade na avaliação das transações do e-commerce e facilita a rotina da sua empresa.

Isso impacta nos seus custos, uma vez que você não precisará contratar uma equipe legada de profissionais para a análise manual do perfil dos clientes e ainda tem o número de inadimplências e de chargebacks reduzido. 

Reduz prejuízos e chargebacks

Ao reduzir a ocorrência de problemas nas vendas, o sistema antifraude automaticamente diminui os prejuízos e os riscos do seu negócio.

Existem vários tipos de fraude, que podem ocorrer de forma maliciosa, consentida e até amigável. Por exemplo, um agente malicioso rouba os dados do seu cartão de crédito ou suas informações financeiras e realiza transações de forma desautorizada. 

A empresa realiza a entrega do item comprado ou serviço contratado, mas somente depois da cobrança da fatura que o cliente percebe a fraude e entra em contato com a emissora do cartão. Essa, ao comprovar a legitimidade da solicitação de devolução de pagamento, faz o estorno da compra. Entretanto, quem arca com os custos de envio e o prejuízo da loja virtual?

Já a auto fraude acontece quando o próprio cliente age de má fé e realiza a compra normalmente. Na sequência ele comunica a fraude e a operadora estorna o valor da compra na fatura. Com um sistema antifraude, o lojista verifica se a pessoa que recebeu o produto é a mesma que denunciou a compra, o que lhe atribui automaticamente a responsabilidade pela fraude.

A fraude também pode ser amigável, quando o fraudador é uma pessoa próxima do titular do cartão de crédito, um filho, por exemplo, e realiza a compra sem o consentimento dele.

Quando o volume de chargebacks de um e-commerce é alto, a empresa ainda tende a sofrer advertências, multas e descredenciamento por parte das operadoras de cartão de crédito.

Outro grande potencializador de prejuízos dos e-commerces é a experiência negativa do cliente com a marca. Ao passar por transtornos financeiros e estresse, principalmente em função da necessidade de contato com os atendentes do banco, da operadora de cartão e até com a polícia, muitos clientes tendem a se esquivar de um novo contato com a mesma empresa em outras oportunidades.

Tenha mais segurança e aumente a confiança dos clientes pela sua marca

Segurança em transações online é fundamental. O sistema antifraude garante a segurança necessária às suas transações, assim como a proteção dos clientes contra as fraudes e as tentativas de golpe. 

A segurança também potencializa a confiança dos clientes, que têm experiências positivas com a marca, se tornam consumidores fiéis e até promotores da sua empresa. Confiabilidade também é um requisito essencial para search engines, como o Google e o Bing, o que também pode interferir positivamente em suas estratégias de visibilidade orgânica em páginas de resultados de pesquisa.

O que considerar ao escolher um sistema de antifraude para lojas online?

Ao escolher um sistema antifraude para o seu e-commerce, você deve considerar características como a expertise da operadora, a possibilidade de integração com outras ferramentas adotadas pela sua empresa, compatibilidade com a plataforma de e-commerce e velocidade na análise dos dados. 

O sistema antifraude da Koin é uma plataforma integrada, multicanal, baseada em machine learning e em conformidade com a LGPD. Tem foco na identificação positiva de comportamento do usuário, para que o processo de análise gere menos atritos, mas sem comprometer a segurança das transações da sua loja virtual.

Com o sistema antifraude da Koin você maximiza as suas conversões e minimiza os riscos das suas operações. Conheça agora a nossa ferramenta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

logo

A KOIN é uma instituição de pagamento, obedece às premissas da Lei nº 12.865, de 9 de outubro de 2013, e aos regulamentos e circulares do Banco Central do Brasil. A KOIN não é uma instituição financeira mas atua como correspondente bancária da BMP Money Plus Sociedade de Crédito Direto S.A., CNPJ n.º 34.337.707/0001-00, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011, do Banco Central do Brasil.