Empréstimo para pequenas empresas: como ele funciona e como solicitá-lo!
Financeiro
Empréstimo para pequenas empresas: como ele funciona e como solicitá-lo!

Empréstimo para pequenas empresas: como ele funciona e como solicitá-lo!

O empréstimo para pequenas empresas pode ser uma opção interessante quando o seu fluxo de caixa precisa ser equacionado ou a sua operação requer  capital de giro. Além disso, o seu negócio não poderá crescer sem investimento e uma linha de crédito empresarial desenhada conforme  suas necessidades e com juros adequados para o seu perfil financeiro.

Caso a sua empresa necessite de capital e você queria solicitá-lo por meio de um empréstimo, atente-se para exigências.. Com a evolução tecnológica , o processo de análise de perfil financeiro passou a ser executado com Inteligência Artificial, o que tornou o processo de solicitação e concessão de crédito facilitado em algumas instituições. 

Neste artigo, você confere mais informações sobre o empréstimo para pequenas empresas e o que considerar diante de suas necessidades. Vamos lá? 

Em quais situações um crédito empresarial é indicado?

Veja quais as situações mais indicadas para que o pequeno empreendedor ou microempreendedor individual solicite um empréstimo. 

Obter capital de giro

O capital de giro é o valor usado para manter as operações da empresa ativas e o fluxo de caixa saudável, mesmo quando as vendas não são suficientes ou quando ocorrem eventualidades que interferem temporariamente o devido funcionamento do negócio.

É como uma reserva de emergência corporativa, que o gestor pode contar em situações específicas, como na dificuldade de pagar o boleto de um fornecedor ou a folha de pagamento dos funcionários.

Equacionar o fluxo de caixa

Fluidez é um requisito essencial para o fluxo de caixa, daí o nome recebido pelo relatório que reúne e operacionaliza as receitas e as despesas em uma organização. 

Ao perceber que em um período o seu fluxo de caixa ficará negativo, o que pode interferir nas operações da empresa (como um fornecedor que deixa de vender para o seu negócio se você não paga o boleto da última compra) e você também não tem capital reservado para essas emergências, é hora de solicitar um crédito para equacionar o seu fluxo de caixa. 

Fazer investimentos

Para crescer e potencializar a capacidade de produção do seu negócio, principalmente quando você percebe que há uma demanda de mercado não atendida para os produtos ou serviços que compõem o portfólio da sua empresa, também é interessante requerer um empréstimo.

Todo empreendedor sonha em ter um negócio de sucesso, bem reconhecido no mercado e, principalmente, lucrativo. Entretanto, sem investir no crescimento e na melhoria dos processos, dificilmente a sua empresa chegará a esse patamar.

Por isso, se você tem um plano de crescimento que contempla a aquisição de novos equipamentos, a contratação de mais pessoas ou até a mudança da unidade de trabalho, esse é o momento ideal para solicitar uma linha de crédito atraente para a sua empresa.

Quais são as linhas de crédito disponíveis para PMEs?

Existem inúmeras linhas de crédito condicionadas à capacidade de pagamento, objetivos, tempo de existência da empresa solicitante, entre outros fatores. Além disso, as instituições financeiras e fintechs oferecem produtos de acordo com a disponibilidade de capital, a viabilidade da cobrança de juros e a demanda do mercado.

Se você é um empreendedor em busca de crédito, deve pensar que independentemente das características da linha oferecida pela instituição escolhida, é importante atentar para o atendimento da sua necessidade, mas principalmente, para a sua capacidade de arcar com o compromisso das parcelas acrescidas dos encargos e taxas de juros.

Financiamento

O financiamento é mais indicado em situações em que a empresa precisa de um volume de crédito maior, para investir no crescimento do negócio por meio da aquisição de uma unidade fabril, por exemplo. 

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) oferece várias linhas de financiamento com condições diversas. 

O Cartão BNDES, por exemplo, facilita a aquisição de máquinas e equipamentos, que podem ser pagos em até 48 prestações acrescidas de uma taxa de juros mais baixa, assim como o FINAME, outra modalidade de financiamento exclusiva para a composição de ativos. 

O Banco do Nordeste também oferece microfinanciamentos de até R$ 360.000,00 para Microempresas, Empresas de Pequeno Porte e Empreendedores Individuais do segmento industrial.

Microcrédito

O microcrédito é um empréstimo para pequenas empresas com aprovação facilitada e incidência de juros mais em conta. Essa modalidade de financiamento pode ser solicitada em qualquer instituição financeira.

O microcrédito da Caixa Econômica Federal, por exemplo, é mais indicado para empresas recém-abertas, que necessitam de capital de giro ou a recomposição do seu fluxo de caixa. O montante máximo a ser contratado é de 20.000 reais isentos de IOF e com taxas de juros competitivas.

Já o empréstimo PME da Koin é menos burocrático, pois a análise de viabilidade da concessão é feita por meio de Inteligência Artificial — a ferramenta realiza um estudo aprofundado do perfil do solicitante e sugere taxas personalizadas conforme o índice de confiabilidade do negócio, sem exigir garantias e com um processo de pagamento facilitado.

Antecipação de recebíveis

Se você faz vendas a prazo, por meio de cartão de crédito ou boleto, por exemplo, pode optar pela antecipação de recebíveis para suprir uma necessidade rápida de crédito, já que o valor disponível está condicionado ao seu volume de vendas nos períodos de apuração anteriores ao da última solicitação.

Com essa solução, você não cria uma dívida, já que o dinheiro é relativo às suas vendas a prazo. Entretanto, a sua empresa receberá o valor decrescido das taxas de juros praticadas pela instituição financeira em que a solicitação foi efetivada. 

Peer-to-peer

O modelo peer-to-peer é relativamente novo e surgiu juntamente com a evolução das fintechs. O processo é interessante, uma vez que a concessão de crédito é intermediada pela instituição, mas quem realmente realiza a aplicação do valor é o agente investidor, muitas vezes, pessoas físicas interessadas em fomentar a sua renda por meio do recebimento de juros.

Como funciona o processo de solicitação de empréstimo para pequenas empresas?

O primeiro passo está relacionado ao planejamento. Você precisa ter em mente a real necessidade de crédito da sua empresa antes de solicitar o valor junto às fintechs ou instituições financeiras tradicionais. 

Muitas instituições exigem o atendimento de requisitos como uma conta empresarial na unidade (ainda que o Open Banking tenha surgido para, entre outras vantagens, reduzir essa demanda), além da capacidade de pagamento compatível com as parcelas do empréstimo contratado e o cadastro positivo da empresa.

Alguns documentos podem ajudar a comprovar esses requisitos, como a rentabilidade da empresa nos últimos meses, histórico de transações financeiras e listagem de bens e ativos registrados em nome da pessoa jurídica. 

Um plano de negócios pode ser requerido nesse momento, pois ele demonstra a solidez da organização, documenta o projeto de crescimento e informa as reais necessidades de investimento da empresa. 

Ao solicitar um empréstimo para pequenas empresas, você deve saber que características do seu negócio podem determinar o fit para as linhas de crédito oferecidas no mercado. De qualquer maneira, é essencial que você considere as suas reais necessidades de crédito e a credibilidade da instituição que o concederá para a sua empresa.

Agora que você já sabe como solicitar um empréstimo para pequenas empresas, que tal assinar a newsletter da Koin para receber conteúdos exclusivos que podem ajudar no crescimento do seu negócio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

logo

A KOIN é uma instituição de pagamento, obedece às premissas da Lei nº 12.865, de 9 de outubro de 2013, e aos regulamentos e circulares do Banco Central do Brasil. A KOIN não é uma instituição financeira mas atua como correspondente bancária da BMP Money Plus Sociedade de Crédito Direto S.A., CNPJ n.º 34.337.707/0001-00, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011, do Banco Central do Brasil.